POR QUE LEVAMOS CHOQUE AO ENCOSTAR EM OUTRA PESSOA?

September 28, 2016

Aquele momento que você encosta em alguém e sente um leve choque. Ou quando vai abrir a porta do carro e sente as pontas do dedo com uma carga de eletricidade que chega até a fazer barulho. Você sabe porque isso acontece?

 

Aquele momento que você encosta em alguém e sente um leve choque. Ou quando vai abrir a porta do carro e sente as pontas do dedo com uma carga de eletricidade que chega até a fazer barulho. Você sabe porque isso acontece? A resposta é simples: excesso de cargas estáticas.

Um simples aperto de mão em outra que não tem a mesma carga estática podem fazer com que ambas sintam um leve choque, pois o excedente de carga em uma das pessoas se distribui, passando parcialmente para a outra.

O mesmo princípio acontece quando encostamos em um carro. Se estivermos com acúmulo de carga elétrica, ao tocarmos na porta do automóvel também sentimos o choque, pois o carro acumula carga ao se movimentar. O atrito com o ar faz com que a carga elétrica fique na superfície externa do carro, que é de metal.

Apesar do desconforto, a sensação não tem danos à saúde devido a baixa corrente de energia. Essa sensação é mais comum no inverno, quando as pessoas usam mais roupas de lã sintética, que é um material que mantém a carga elétrica.

Um fato curioso é que se está descalço e há a troca de carga, a corrente é liberada aos poucos e por isso quase não chega a ser percebida. Porém, se está com um calçado com solado de borracha, que serve como isolante, ela acumula uma carga maior ainda.

Mas a intensidade do choque não é igual para todos. O choque pode ser em maior ou menor dor para as pessoas até mesmo em uma corrente tensão de 100 volts, segundo especialistas. . A explicação é a resistência do circuito e até a parte do corpo que foi exposta ao choque: se encostar um dedo em uma tomada, o choque é maior do que se o contato for com a mão, pois nesse último caso há uma maior dispersão.

Além disso, cada pessoa apresenta uma resistência diferente, pois cada indivíduo e composto por proporções diferentes entre os tecidos que formam o corpo. O valor mínimo de corrente que uma pessoa pode perceber é 1 mA (miliampère). Com uma corrente de 10 mA, a pessoa perde o controle dos músculos, sendo difícil abrir as mãos para se livrar do contato. O valor mortal está compreendido entre 10 mA e 3 A, dependendo se a corrente é contínua ou alternada, os efeitos variam.

E por que algumas pessoas dão mais choque que outras?

A causa pode ser relacionada ao meio em que a pessoa se encontra e os materiais com os quais ela lida. Quem trabalha com equipamentos elétricos está em constante contato com materiais carregados e condutores. Vale lembrar que esse choque não causa danos a nenhum dos envolvidos.

Quando esses choques são mais frequentes?

Sem dúvida, no inverno. Devido ao uso de de roupas de lã sintética, os choques são mais frequentes porque esse material mantém a carga elétrica.

Como evitar os choques?

A dica dos especialistas é bem simples: fique descalço. Se a pessoa estiver usando um calçado com solado de borracha haverá maior acúmulo de carga, pois a borracha é um material isolante. Ao ficar descalço a eletricidade acumulada em excesso no corpo será liberada para o chão, o que evita que a descarreguemos em outra pessoa.

Please reload

Posts Em Destaque

Arritmia Cardíaca

January 16, 2018

1/10
Please reload

Posts Recentes

January 16, 2018

November 17, 2017

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags